terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Minha receita para 2017


Ingredientes:
Duas (2) motivações : Inspiração e criatividade.
Uma(01) longa dose intravenosa de paciência.
Sete(7) razões teóricas-práticas-emocionais para ler mais.
Dois mil e dezessete motivos para viver distante da linha do tempo.
Modo de preparo
Misture a inspiração e a criatividade. Crie uma massa homogênea. Reserve. Enquanto você espera a massa, a vida ao seu redor vai inchando, então recorra a superdosagem de paciência. Espere. Leia algo legal e não sove essa massa, volte para a sua. Unte uma forma. Aqueça o forno. Asse a massa. Depois, experimente. Pode parecer ruim, sem sal ou açúcar, mas você realmente estará degustando alguma coisa não virtual quantas vezes quiser durante 365 dias no ano.
 Naiana Freitas,03 de janeiro de 2017

domingo, 25 de dezembro de 2016

d.e.z.e.m.b.r.o: mês longo para os professores


d.e.z.e.m.b.r.o: mês longo para os professores.Muitos cálculos, muitas pendências, avaliações.Passa o ano e não passa o dezembro. Dezembro da burocracia da decisão: aprovado , reprovado, cansaço extremo e ausência de opções. Enfim: chegou ao fim o ano letivo de 2016. Ano caótico para o mundo, ano de ruídos e ruínas políticas para o Brasil...Enquanto tudo ruía e a raiva me enfurecia: eu estava lá na escola. Quando todo mundo ainda acreditava em alguma coisa: eu só acreditava em uma: a minha função lá na escola. E, enquanto todos andam afirmando a desesperança...eu ainda estou lá na escola: gritando estudem , estudem, pois é a possível esperança que há. Não sei até quando. 
Não sei até quando será tudo. Não sei até quando serei eu. Não sei até quando estarei lá na escola.Mas, isto pouco importa: eu quero ser tudo, ser eu e estar lá na escola até quando for preciso. Não sei até quando será preciso.E , hoje, só desejo um pouco de férias. A professora às vezes descansa, talvez a estudante sempre trabalhe e a fotógrafa sempre queira ver. rsrsrs