terça-feira, 23 de dezembro de 2008

ACORDAR CEDO..

Acordar cedo. Andar até o ponto de ônibus. Continuar a rotina. Ir ao trabalho. Muitas pessoas fazem isso pela manhã. No ponto lotado, vejo sandálias de diferentes tipos, sapatos e dentro pés ansiosos esperando o derradeiro transporte que enlouquece antes mesmo de entrar nele. Sim depois de minutos conflitantes, aparece no horizonte o ônibus, vamos lá..respire fundo, digo a mim..a viagem é longa e desconfortável. Neste dia encontro um lugarzinho, onde posso me segurar. Daqui a pouco, meu espaço diminui, é pura sufocação. Eu lá, em pé... Bolsa na mão, rosto suado..mas preciso me acalmar viagem longa... Passam os pontos, olho pela janela a rua,eu vejo mais sapatos, pessoas correndo, bebês. E o ônibus completamente cheio de gente. Meus ombros doem meus pés também. Eu com a bolsa na mão. Agora um chute, acolá uma cotovelada. As cenas iguais, nenhum vermelho diferente..mas de repente acho um, aquele do semáforo, divirto-me contando o tempo dado aos carros cortarem a avenida. Conto. Conto. Abre o sinal, chega um ponto, o mais importante desce metade do povo. Vaga um assento, penso que alivio. Mas, mas não fui esperta! Alguém chega quase me machuca. Senta e eu continuo em pé. O pior é o calor, o melhor quando chove leve, entra um ventinho tão bom. Faltando pouco para meu destino sento, respiro fundo. Cheguei, ao lugar onde arejarei minha mente, relaxarei meu corpo e esquecerei-me da confusão que é andar de ônibus. Oba é a universidade.!

Naiana Freitas. 21/02/08

Um comentário:

  1. ESSE TEXTO É MUITO BOM! ENGRAÇADO É QUE FALA UM POUCO DA ROTINA DE ANDAR DE ÔNIBUS! COMBINA COM O TEXTO ETIQUETA NO BUZU, SÓ QUE O SEU É MAIS SOFISTICADO! RISOS... PARABÉNS NAIANA PRADO FRAGA! OUTROS RISOS...

    ResponderExcluir

Obrigada!!!