domingo, 22 de fevereiro de 2009

Onde se encontra a tradução do amor por Louise Labé.

Também traduzo, palavras minhas pensadas por outros. Ou dos outros que penso ser minhas. Encontrei-me com Labé, não ao acaso. Ela surgiu por meio de mãos que me conhecem, além de mim. E esse ser além de mim, acertou profundamente quando deu-me os sonetos, fez-me traduzi-los e encontrar-me comigo mesma. Com minha pouca leitura sobre Louise, a vejo intensa e triste, uma Clarice, Maria, uma eu talvez. Assim, traduzi estes versos, na tentativa de aproximar-me desta poetisa e descobrir os maiores desafios: Viver e amar.


SONNET VIII
I live, I burn, I drown and I die
Eu vivo, eu queimo, eu afogo-me e morro.
I endure at once chill and cold;
Eu suporto uma vez o desanimo e frieza.
Life is too hard and too soft to hold;
(a) vida é demasiado difícil e demasiado suave para segurar.
I am joyful and sad, don't ask me why.
Eu estou contente e triste, não me pergunte porque.
Suddenly I laugh and at the same time cry
Repentinamente eu gargalho e em algum tempo choro.
And as I'm happy I must endure grief,
E como eu estou feliz eu devo suportar a pena.
It lasts forever and goes like a thief,
Ultimamente e eternamente ir como um ladrão.
Suddenly I bloom and vanish into sigh.
Repentinamente eu desabrocho e desapareço em um suspiro.
Thus I suffer Amors' inconstancy
Assim Eu sofro Amor inconstantemente
And when I think I am in great pain,
E quando eu penso eu estou em grande dor.
Without thinking, it is gone again.
Sem o pensamento , estas indo novamente.
Then when my joy is a certainty
Assim quando minha alegria é uma certeza.
And my longing for love is not in vain,
E meu anseio por amor não é em vão,
I am in pain all over once again.
Por toda à parte eu estou em dor novamente.

Naiana P. Freitas, 20 de feverreiro de 2009.

Um comentário:

  1. é um prazer entrar em seu blog Nai, pois aqui sei que há vida e amor! parabéns, beijos

    ResponderExcluir

Obrigada!!!