sexta-feira, 3 de julho de 2009

história em lance...

História em lance
Vi hoje uma mulher nua na rua.
Atravessou pelos carros em câmera lenta, tão lenta, mesmo assim ninguém notou. Ninguém. O que era então? Não Era uma mulher despida?
Na verdade, vi sem olhos de escândalo, os outros também não, porque não viram.
Aquilo era um corpo andante, murcho, sem lances de luz, apagado, triste, só. Somente um corpo na desventura de ser somente isto.
Volto ao corpo, olhando em volta, o sol escaldante de Salvador e aquele corpo ali de pé, ainda vivo. Em relance, rápido de dentro do ônibus aquela cena em lentidão.
O ônibus passou e eu também.
Aquela cena, no entanto, ficou suspensa no tempo.
19/09/07

Um comentário:

  1. Oi bonitinha! Engraçado eu tbem já tive uma esperiencia desta aqui no meu bairro, uma moça andando nua pela rua completamente denorteada e eu me senti assim como vc, aquilo me incomodou tanto q me deu vontade de jogar um lençol p/ela se cobrir. Mas o que a loucura e a desesperança são capazes de fazer? fiquei pensando. Legal os seus textos, tu estás revelando a forte escritora de dentro de ti!!!!!bjussssssssss Tânia Braga - UFBA

    ResponderExcluir

Obrigada!!!