segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Ele...

Abraço chegando
Eu esperando
Por ele ali.

Tempo desmoronando
Eu ansiando
Por ele, ali.

De longe
De longe, vi
Ele

Abraço,cheiro trouxe.
Rosto Calmo,camisa limpa
Corpo quente e morno
Em vermelho
Vem andando
Eu ali.
Agora ao lado dele.


Naiana P. de Freitas @18/11/09 risos.

Um comentário:

  1. Uma graça de poema, simples, belo em toda a sua essencia. Meus parabéns por essa bela peça poética. Beijos e saudações Naiana,

    Claudio!

    ResponderExcluir

Obrigada!!!