sexta-feira, 2 de julho de 2010

Sonho...


Todos temos um. Um menor do que o outro.Ou um grandão. Uns querem ter uma bicicleta, um par de patins,um carro, casa, apartamento. Outros querem ser alguma coisa, ser diferente daquilo que seus pais foram,irmãos ou avós.Sempre um sonho. Uns acham bobagem sonhar, é coisa de tolos. Outros preferem sentir a vida atráves de um sonho. Uns corajosos unem o sonho com a vida. E se dão bem, às vezes nem tanto.Porque o sonho só vale para aquele que sonha, não para o outro.O outro já sonha outra coisa.Qualquer coisa,menos o que aquele sonha. E isso pode ferir o sonhador. E algumas vezes fere. Algumas vezes sem querer, porque o outro está  condicionado a não compreender.E o sonhador se sente só, atordoado e cabisbaixo. Sente aquela pergunta dolorosa: "Para quê sonhar?" a vida é um pesadelo constante,lhe dizem .E o sonhador corajoso tem vontade de recuar, e desistir. Mas na vontade repara, que a pergunta dolorosa não vê, não sente, e não pode ser capaz de criar um sonho só dela. É por isso que acredito nos sonhos dos outros, porque eu acredito nos meus. Que no mundo comum, são tolos.

Um comentário:

  1. AMEI O TEXTO! MEU MAIOR SONHO É ACABAR DE VEZ COM OS ARTIGOS CIENTÍFICOS, SÓ RESTARIA OS DEFINIDOS E OS INDEFINIDOS COMO JÁ TE DISSE! AH! E EXTERMINAR A CARREIRA ACADÊMICA DE LATOUR! ESSE NOME É UM PURGANTE, E SE MISTURADO A Nietzsche, VIRA UMA PODEROSA DROGA PSICODÉLICA! RISOS...

    ResponderExcluir

Obrigada!!!