segunda-feira, 7 de março de 2011

O motivo é acalmar os meus sentidos...

O motivo é acalmar os meus sentidos...

Talvez escrever para mim seja o olhar para fora da caverna... Talvez seja, uma luz branco-negra ou negro-branca que se revela... Talvez nada seja tão assertivo em minha vida quanto escrever. Pena que escrevo pouco. E no pouco não sei se há talento. Só sei que escrevo. Escrever afasta a dor. E principalmente me permite criar. Sou tão inquieta que preciso criar todo o tempo para acalmar meus sentidos. É certo, de certa forma, quando dizem, que o autor escreve pra ser lido. E mataram o próprio autor nesse processo. Mas no fundo escrevo para me sentir bem. É como aquilo que li: “[...] o escritor o enquanto tal, não é o doente, mas antes médico, médico de si próprio e do mundo.” [DELEUZE, Gilles. Crítica e Clínica. trad.Peter Pál Pelbart.[SL]:editora 34.p.13]

®Naiana Freitas, 07/03/2011




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada!!!