sexta-feira, 13 de maio de 2011

Mais uma piada que não ri: nova paralisação de rodoviários. Até quando?

Mais uma piada que não ri: nova paralisação de rodoviários. Até quando?



Mas uma vez, deveria escrever um texto cujo tema é o problema dos rodoviários em salvador. Mas desta vez, estou tão... tão... tão... tão indignada que se fosse escrever um texto ele seria composto por palavrões. Felizmente, fazer uso de palavrões não é minha prática cotidiana. Então, recuei. E terminei escrevendo um textinho. Como já afirmei, se tivesse problema de coração já tinha dado um treco de tanta raiva. Meu grande problema hoje é me locomover nesta cidade caoticamente lenta, ou em alguns momentos convulsivamente rápida. È verdade que a rapidez acontece onde não deveria acontecer, como ontem. Eu estava prestes a atravessar a rua, sinal fechado: em câmera lenta, iniciei a levantar meu pé para descer do passeio e atravessar a avenida. Antes de terminar a cena [ainda bem] um carro atravessou antes de mim em altíssima velocidade. Onde estava? Na imaginária cidade de Sotero. No vai e vem das ondas de Itapuã e do bolinho de feijão... Por pouco, não fiquei ali estatelada no chão. Depois, atravessei a rua. Fiquei meia hora no ponto. Não pude entrar no primeiro ônibus que apareceu. Isto por volta de 21h00min de uma quinta-feira. Depois, de uns 10 min. Outro ônibus. Ele trouxe uma piada que não ri. O gracejo foi fingir que iria parar no ponto e não parou. Raiva. Borbulhei. Convulsionei. Pirei. Às 21h30min, consegui pegar o ônibus e voltar para casa. Tão- tão cansada, estressada. Cheguei às 22h30min. Na sexta, sexta feira 13, a culpa deve ser da data. Deve ser isso, só pode ter sido isso. Acordei cedo, as 05h00min da manhã. Fui ao ponto de ônibus e voltei, porque havia, mais uma piada que não ri, e quase chorei. A paralisação dos rodoviários lindos, sarados, estudados e bem preparados de Salvador. No resto do dia tentei sair, mas estava circulando na cidade um boato Qual? Haveria nova paralisação as 16h00minh. Fiquei presa em casa. Refém. Agora também dos rodoviários. Acho que vou comprar um carro e endossar ou adoçar um pouco mais os engarrafamentos da nossa cidade.



®Naiana Freitas, 13 de maio de 2011






2 comentários:

Obrigada!!!