sexta-feira, 10 de junho de 2011

Vou me mudar...

Vou me mudar...

Vou me mudar para um lugar que faça um friozinho de manhã ao acordar. E que as chuvas sejam esparsas e inconstantes.  Assim, cedinho poderei ouvir o silêncio sem nenhum vizinho atrapalhando. Sem nenhuma sombrinha para prender na borboleta do ônibus. Sem nenhum calor que possa sufocar.

 Vou me mudar para um lugar que faça os dias curtos e as noites longas. E que as noites sejam quentes e constantes. Assim, cedinho poderei ouvir o silêncio sem nenhum vizinho atrapalhando. Sem nenhuma pressa para prender-me no sistema da vida. Sem nenhum vazio que possa completar.

 Vou me mudar sem mim...
Vou apenas acompanhar o inverno...
Ele é o meu par.



®Naiana Freitas, 10 de junho de 2011.

Um comentário:

  1. É, amiga como um lugar assim está distante demais, temos que mudar nossa natureza. Triste realidade!

    ResponderExcluir

Obrigada!!!