segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

A máfia do Enem ou a arte do boicote?

A máfia do Enem ou a arte do boicote?
Eu já tive muitas insatisfações com notas. Antes da faculdade e na faculdade. No ginásio e no primário e um desprazer completo no colegial, que as notas foram o mínimo problema. Então, posso dizer que tenho prática com o descontentamento com os números finais. Hoje, fico na dúvida em saber de que lado é maior o aborrecimento. Mas, pensando bem, é pior no vestibular, antes da universidade, na tentativa de sermos aceitos por ela. Muitas noites sem dormir, muitas expectativas suas e dos outros, dos seus professores que dizem: “coloco a mão no fogo por você”... Depois vem o tal do vestibular e você não passa, ou, você é classificado e não é chamado nas segundas, terceiras listas... Nessa época, senti um desagrado total com as notas finais, mas, não blasfemei a rede pública, nenhum corretor (a) da redação. Não questionei se ele ganhava bem ou não, ou se ele (a) tramava uma conspiração contra mim. Eu não fiz nada disso, pelo contrário, chorei muito. E ouvi muitos: “Você tão inteligente!”. Depois, desses autos e baixos, acho que foi bom eu não ter adentrado a universidade com 17 anos. Porque, não sabia o que queria, ou até sabia, mas fui convidada a pensar em outros voos já que era tão inteligente! A diferença dessa ocasião, para esta, é que não existia um SISU, embora já contasse com um PROUNI. E por uma relação óbvia, fiz o ENEM.  Essa prova era uma recém-nascida em 2003. Ela não causava estranhamentos, reviravoltas no estômago da dita “burguesia” brasileira. Sendo assim, eu não precisei boicotá-lo. Por dois motivos: não faço parte dessa parcela da população e estudei como bolsista integral PROUNI durante dois anos em faculdade particular. Nestes dias, observo toda a agitação entorno do Exame Nacional do Ensino Médio. São pedidos de revisão de notas, rapto de gabaritos, professores de alunos brilhantes insatisfeitos com as notas recebidas e reclamando em rede nacional, problemas técnicos, etc.. Etc... Será que desse tempo para cá inventaram a máfia do ENEM? Ou é besteira minha? Ou será somente a arte do boicote?
©N.P.Freitas.
23 de janeiro de 2012.

4 comentários:

  1. Engraçado realmente como as coisas tomam outro rumo quando a burguesia é afetada.

    ResponderExcluir
  2. Engraçado realmente como as coisas tomam um rumo "diferente" quando a burguesia é incomodada.

    ResponderExcluir

Obrigada!!!