domingo, 22 de abril de 2012

Esboço Imperfeito do Amor Contemporâneo [PARTE VI]


 Deduções ...
“E nestas longas conclusões sobre isto ou aquilo , nós descobrimos quando estamos sozinhos, (apesar de perto de muita gente..).descobrimos que infelizmente fazemos parte de um todo distante de ser perfeito,completo.  E por isso, devemos ter em mente que o amor não  completa a parte  de nós, pois ele provavelmente está conosco sempre. Por ser tão grande, forte e virtuoso ele não precisa completar porque já esta completo em nós, mas muitas  vezes  algo parecido com ele completa a nossa carência, frustração, desejo.  E , se, dividíssemos o amor em partes menores a fim de comportar uma ínfima parte em nós não seriamos, pois o amor deve somar o que éramos ou estávamos indo ser. Pode ser um ideal platônico , mas ideais sempre são  bem-vindos no universo chamado pensamento. "

Naiana Freitas, 22 de abril de 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada!!!