sexta-feira, 25 de maio de 2012

O melhor presente do mundo: As Cartas de tarô




Neste último aniversário constatei que estou rejuvenescendo. Não estou com nenhuma fonte da juventude em casa não. Observei esse rejuvenescimento através de um comportamento engraçado. Vamos ao comportamento: Este ano, falei mais de trezentas vezes que gostaria de ganhar um livro teórico sobre o jogo de Tarô.  O tempo inteiro eu falando e blá, blá blá. Eu disse a minha irmã  que uma jogadora de tarô precisa ganhar as cartas. Essa afirmação não é minha, amigos me contaram.Então fiquei meio pensativa, pois se eu comprasse esse livro texto com as cartas, meu jogo não faria efeito. Quando eu fui comprar o bendito livro, eu não o encontrei mais. Entristeci. Então contei a minha irmã.
Assim, para minha surpresa ganhei o melhor presente do mundo este ano: Um Box com o livro texto e as cartas que tanto desejei. Dado por meu irmão e pago por minha irmã. Eu pulei de alegria e desconsiderei os outros caros presentes que ganhei. Mas, o livro que ganhei é o máximo! Minha reação me fez lembrar um conto acho que de Drummond, sobre a biblioteca verde e a alegria do menino diante dos livros. Se não me engano lembrei-me dele. No instante que ganhei o livro, eu o abri, senti. Só no outro dia desembalei as cartas. E hoje, no terceiro dia irei lê-lo e quem sabe prever o futuro.
Meu manual de Tarô foi o melhor presente do mundo. Se já fico contente em ter qualquer livro nas mãos, imagine quando é o desejado durante seis meses? E sim, constatei que tenho uma empolgação jovem diante das situações. Constatei que ainda paira sobre mim uma juventude que orbita em torno de tudo que é escrito no mundo, representado e elaborado pelos artistas da literatura, astrologia, psicologia, filosofia, teatro etc.. Eles me suspendem a uma cartase íntima sem dúvida alguma.

Naiana Freitas, 25 de maio de 2012. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada!!!