domingo, 7 de outubro de 2012

A Síndrome da eleição...




Em algumas propagandas publicitárias vinculadas neste período eleitoral, uma especifica me chamou atenção: “Vote e seja um cidadão”. Discordo plenamente disto, pois ser cidadão implica em muitas outras atribuições do que o “direito” ao voto.  Esse ser cidadão é mais cidadão votando do que exigindo melhorias, jogando papel na lata do lixo, questionando os poderes instituídos, dando lugar aos idosos no ônibus... etc. Para crer na sentença: voto, logo sou cidadão, eu terei que abrir mão do que concordo plenamente desde os  15 anos de idade, voto no Brasil é obrigação.

Sofro da síndrome de indignação, pois um vereador recebe um salário R$ 10.400,76, para contratação de assessores R$ 53.033,16; vale-combustível R$ 1.865,00; vale-refeição R$ 1.272,00; selos postais R$ 4 mil. O custo de cada vereador por ano é R$ 2,8 milhões!**

Para ser mais irônica, pergunto:

E quem envia tantas correspondências assim no ano? Na época da tecnologia?

*Dados, retirados do Caderno seu voto, Jornal Correio da Bahia, Salvador, 7 de outubro de 2012.

Naiana Freitas, 07 de outubro de 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada!!!