sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Da série: Poderia ter dito, ou já disse, mas citando está bem melhor..


.
“[...] O culto a futilidade é não só um transtorno individual – em que a pessoa passa a viver apenas em função do superficial e do fugaz- mas também um transtorno coletivo.”

DIMENSTEIN, Gilberto. A epidemia da beleza. Folha de são Paulo. São Paulo, 8 de maio  2005.


Naiana Freitas, 05 de outubro de 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada!!!