domingo, 10 de março de 2013

Balanço/ Carlos Drummond de Andrade


A pobreza do eu
a opulência do mundo

A opulência do eu
a pobreza do mundo

A pobreza de tudo
a opulência de tudo

A incerteza de tudo
na certeza de nada.



Disponível em: 
http://letras.cifras.com.br/carlos-drummond-de-andrade/balanco



Nota da blogueira:
Por coincidência li esse poema hoje, tudo a ver com tudo.





Naiana Freitas, 10 de março de 2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada!!!