sábado, 31 de maio de 2014

O eterno-jovem mês de Maio *(Der ewig-junge Mai/Georges Ettlin)

foto: Belenus


Para mim o mês de Maio se mantem tão jovem,
Para mim, ele fica mais vivaz a cada ano!
Hoje estou perambulando com ele, .... só que eu com meus cabelos grisalhos!

                                                                                                       
                                                                                                           Georges Ettlin, 2011

foto: Belenus

*tradução livre de: Belenus
Naiana Freitas, 31 de maio de 2014.

sexta-feira, 30 de maio de 2014

O lindo mês de Maio*(Der schöne Mai/Georges Ettlin)


foto:Belenus

O mês de Maio quer movimentos, sorrisos, largos e encantadores,
Como uma flor nos ramos, alegre e louca, quer gracejos e embalos, ele quer nos levar à dança,
Por isso ficamos felizes, repletos de Amor!

                                                                                                
                                                                                                                   Georges Ettlin, 2009.


*tradução livre de: Belenus











foto:Belenus
























Naiana Freitas, 30 de maio de 2014.

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Penépole


Sem dúvida, faço parte de outra linhagem de Penélopes...
Ulisses nem precisa se preocupar,porque justiça ele não fará.



Naiana Freitas, 29 de maio de 2014.

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Poema velho, aniversário novo...


foto:Djsoul

[Passa-se tudo...]


Passa-se tudo: a casa, o pequeno comércio.
As meninas e os meninos na esquina,
O sujo da rua na viela cheia de chuva. .

Passa-se o corpo para o cemitério,
A galinha no quintal vizinho,
A neblina, fumaça e a seca maré.

Às vezes devagar, pelo ar, o tempo vai.
De relógio, cartola, sandália e saia.
Passando em nós o jovem-velho vai...

Nasce-se, passa-se, morre-se, passa-se.
A porcelana vida acomodada em armários,
Em caixas sem aviso “frágil”, no árido chão.

Na sala sentada à mesa, tem a velha.
De relógio analógico na mão,
Tem a menina e a mulher sem agulha.

Nasce-se, passa-se, morre-se, passa-se.
Passa-se tudo...
Menos a esvaecida e ensandecida alma minha.]


Naiana Freitas, 23 de maio de 2014.

sábado, 17 de maio de 2014

Citação da crônica Pertencer...(Clarice Lispector)






"[...] O meu descompasso com o mundo chega a ser cômico de tão grande."



LISPECTOR, Clarice. Pertencer. In: _______. A descoberta do mundo. Rio de Janeiro: Rocco, 1999.p.165

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Rótulos....

Odeio rótulos. Não sou margarina, caroço de feijão, nem alça de bolsa de luxo Louis Vuitton!


Naiana Freitas, 16 de maio de 2014.


sábado, 3 de maio de 2014

Trecho de Carta aos nascidos em maio_Carlos Drummond de Andrade




"[...]Maio sois e maio continuareis.O uso grosseiro de vossa vida não lhe corromperá de todo a limpidez original; se um dia matardes, se vos venderdes à política, se vos tornardes a vergonha de vossa pátria, ainda assim o lado maio de vossa fisionomia continuará indelével, e fará com que se murmure: "Coitado! apesar de tudo, nasceu em maio."...." 

(Carta aos nascidos em maio_Carlos Drummond de Andrade)

ANDRADE, Carlos Drummond de. Carta aos nascidos em maio. In:_________. Seleta em prosa e verso: Carlos Drummond de Andrade. 7º ed. Rio de janeiro: Record,1987.p.28.

Naiana Freitas, 03 de maio de 2014. 

Maio, bem-vindo!






Naiana Freitas, 03 de maio de 2014.

quinta-feira, 1 de maio de 2014

No belo mês de Maio* (Heinrich Heine/Im wunderschönen Monat Mai )

foto: NPF

No belo mês de Maio,
Quando todos os botões surgiram,
O Amor floresceu
No meu coração

No belo mês de Maio,
Quando os pássaros cantaram,
Eu confessei para meu Amor
Minha saudade e meu desejo.


*tradução livre de: Belenus 


Naiana Freitas, 01 de maio de 2014.

Felicidade.


A minha  felicidade é tímida.



Naiana Freitas, 01 de maio de 2014.