sábado, 3 de maio de 2014

Trecho de Carta aos nascidos em maio_Carlos Drummond de Andrade




"[...]Maio sois e maio continuareis.O uso grosseiro de vossa vida não lhe corromperá de todo a limpidez original; se um dia matardes, se vos venderdes à política, se vos tornardes a vergonha de vossa pátria, ainda assim o lado maio de vossa fisionomia continuará indelével, e fará com que se murmure: "Coitado! apesar de tudo, nasceu em maio."...." 

(Carta aos nascidos em maio_Carlos Drummond de Andrade)

ANDRADE, Carlos Drummond de. Carta aos nascidos em maio. In:_________. Seleta em prosa e verso: Carlos Drummond de Andrade. 7º ed. Rio de janeiro: Record,1987.p.28.

Naiana Freitas, 03 de maio de 2014. 

Um comentário:

Obrigada!!!